Deprecated: Function eregi() is deprecated in /data/home/carroceriastonia/public_html/mobiledetect/mobile_device_detect.php on line 48

Deprecated: Function eregi() is deprecated in /data/home/carroceriastonia/public_html/mobiledetect/mobile_device_detect.php on line 48

Deprecated: Function eregi() is deprecated in /data/home/carroceriastonia/public_html/mobiledetect/mobile_device_detect.php on line 55

Deprecated: Function eregi() is deprecated in /data/home/carroceriastonia/public_html/mobiledetect/mobile_device_detect.php on line 62

Deprecated: Function eregi() is deprecated in /data/home/carroceriastonia/public_html/mobiledetect/mobile_device_detect.php on line 69

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /data/home/carroceriastonia/public_html/mobiledetect/mobile_device_detect.php:48) in /data/home/carroceriastonia/public_html/mobiledetect/mobile_device_detect.php on line 109

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /data/home/carroceriastonia/public_html/mobiledetect/mobile_device_detect.php:48) in /data/home/carroceriastonia/public_html/mobiledetect/mobile_device_detect.php on line 110
Tonial Carrocerias - Notícias - Polícia prende quadrilha interestadual de roubo de pneus de carretas

Carrocerias Tonial a mais de

40 anos com você na estrada

Atendimento

54 3379-1022

23/04/2015 - Polícia prende quadrilha interestadual de roubo de pneus de carretas

Polícia prende quadrilha interestadual de roubo de pneus de carretas
Desde a última segunda-feira (20), a Polícia Militar do Piauí tem trabalhado para desbaratar uma quadrilha interestadual de roubo de pneus de carretas que age, principalmente, no interior do Piauí, próximo às cidades de Floriano e Uruçuí. Quatro pessoas já foram presas e a carga apreendida está estimada num valor de R$ 306 mil. A PM chegou ao grupo após receber denúncias de caminhoneiros que trafegavam pela região.
As primeiras prisões ocorreram na madrugada de ontem (21), quando três homens foram pegos em flagrante por policiais de Uruçuí quando tentavam deixar a cidade com uma carga de 66 pneus de carreta roubados. Foram detidos Márcio Vasconcelos, 31 anos, e Alan Davi Silva Oliveira, 25 anos, ambos naturais de Itabaiana, Bahia; e uma terceira pessoa identificada como Claudinei Santos Costa, 24 anos, de Coronel João Sá, também na Bahia.
Já na manhã de hoje (22), uma pessoa foi presa em Floriano com mais dois caminhões com 36 pneus roubados. Romário Menezes Santos, 25 anos, encontra-se detido na delegacia do município e seus dois comparsas continuam foragidos na mata.
Em conversa com o PortalODia.com, o comandante da PM de Uruçuí, major Feitosa, deu detalhes da ação dos bandidos. “Eles abordavam caminhoneiros que paravam para abastecer em postos de gasolina e os levavam para a mata ou uma área isolada, junto com seu caminhão. Lá, eles amarravam o motorista, lhe faziam ameaças e retiravam todos os pneus dos caminhões. Depenavam o veículo, às vezes levando mais que os pneus”, explica o major.
Cada pneu, segundo ele, é avaliado em até R$ 3 mil reais e, em um único caminhão, os bandidos chegavam a roubar até 13 pneus, uma média de R$ 39 mil em cada ataque. Ainda, de acordo com o major Feitosa, os integrantes da quadrilha são naturais da Bahia e Sergipe e atuam também nos Estados do Piauí, Maranhão e Ceará. Só este ano, a PM já registrou ataques do grupo nas cidades piauienses de Bom Jesus, Floriano e Uruçuí, e nas cidades maranhenses de São Raimundo das Mangabeiras e Balsas.
Os presos encontram-se detidos nas delegacias de Floriano e Uruçuí onde respondem por crimes de lesão corporal, associação criminosa e roubo. Algumas vítimas do grupo já foram fazer o reconhecimento dos bandidos e reaver a carga roubada. Um único motorista, de acordo com o major Feitosa, conseguiu recuperar os 26 pneus roubados de seu caminhão no começo mês.
“Nós pedimos para aqueles que foram vítimas de golpes semelhantes naquela região, que se apresentem juntos às delegacias de suas cidades portando a nota fiscal de compra dos pneus para que possamos identifica-los e devolvê-los”, pede o major Feitosa.
FONTE: Portal o Dia